segunda-feira, 21 de maio de 2012

Jerónimo de Sousa – Não à cosmética




«Jerónimo diz que adenda ao tratado é "falsa saída”»... conta-nos o DN. Depois, no texto, reproduz aquilo que são os argumentos dos comunistas portugueses contra a agressão de que estamos a ser vítimas, argumentos que o bom senso aconselharia fossem alargados a sectores maioritários da sociedade, mas que, por enquanto e salvo raras excepções, não têm grande eco fora da área comunista.
Agora é esperar.
Esperar algumas horas, ou mesmo minutos, para que sejam vertidos para a opinião pública os insultos do costume, por parte dos fazedores de opinião oficiais, ou o desprezo daqueles que fazem de conta que não tomaram conhecimento dos argumentos e propostas alternativas... quanto mais não seja, para poderem afirmar que “não há propostas alternativas”.
Esperar uns meses (mesmo que vá faltando a pachorra), até que exactamente alguns dos mesmos “iluminados” do comentário e análise política, comecem a dizer que estas “adendas” não passam de “remendos” e que são uma “falsa saída” para a situação em que estamos... só que, evidentemente, vão dizê-lo com a “convicção” de quem inventou os argumentos e, sobretudo, nunca antes os tinham ouvido na boca de mais ninguém.
Como disse, agora é esperar!


9 comentários:

do Zambujal disse...

Esperar fazendo, fazer com esperança. Isto vai! O problema é a escala do tempo...

Abraço amigo

Provoca-me disse...

Se o povo não fosse anti-comunista a luta com certeza que teria muito mais força, e essa facção que falas de fora seria ainda maior.

Justine disse...

Sim, esperar - mas custaria menos se a gente pudesse viver mais uns 50 ou 100 anos...

Pintassilgo disse...

Valha-nos s. Jerónimo!

samuel disse...

Pintassilgo:

Hummm... se há coisa que me parece que o Jerónimo não é... é "santo"... :-) :-) :-)
(E ainda bem!!!)

Manuel Norberto Baptista Forte disse...

"...não têm grande eco fora da área comunista." Quanto a mim porque se assiste a um completo deixar andar de grande parte da sociedade Portuguesa (que até sofre com os efeitos desta falsidade que são a troika estrangeira em conjunto com a Portuguesa), e também por acção da "selecção" de ideias que se faz novamente às ideias e formas de estar do P. C. P. (nomeadamente) e dos demais partidos consequentes, que estão também fora da... esfera do poder.
Quem viu neste triste estado de coisas que grassa em Portugal, um debate sério e não cronometrado, em que se ouvisse as ideias e os modos de as aplicar, das ideias de esquerda?. Óbviamente e com todo o respeito pelos verdadeiros socialistas que o são e o demonstram (muitos) "excluo" o socrático e seguro P. S..

Graciete Rietsch disse...

Nem é preciso esperar pelos insultos. Eles nascem espotâneamente. Mas que dentro de algum tempo esses pobres coitados vão adotar as verdades que hoje menosprezam,não tenho dúvida. Só que pode ser tarde.

Um beijo.

trepadeira disse...

Esperar que criem juízo é que não,quando são pagos,e bem,para parecerem maluquinhos esquizofrénicos inventando sofismas.

Um abraço,
mário

Anónimo disse...

Como não gostamos de cosméticas, vamos continuar a lutar e a exigir justiça, verdade e liberdade.
Saudações
Vicky