quarta-feira, 30 de maio de 2012

Relvas e o governo Passos/Portas – Uma justa expectativa


Eu sei que a queda de Jardim, o fascista apalhaçado da Madeira, não resolverá os problemas daquela bela ilha ou do país, já que as suas sucessivas eleições "democráticas", as suas palhaçadas (a que alguns, infelizmente, acham graça) e a constante prepotência e insolência, nascem de um problema social bem mais fundo.
Eu sei, como Jerónimo e mais um bom punhado de pessoas de bom senso, que a queda de Relvas não resolve nenhum problema do país, já que, também aí, se trata de um problema bem mais fundo no seio do governo e da sociedade.
Ainda assim...
Por tudo... e mais uma coisa ainda, gostaria muito de ver o Relvas cair.
Não, como disse, por achar que o homenzinho seja muito importante, mas porque imagino que a coisa poderia ser como naqueles vídeos feitos com dominós... em que quando cai uma “filha da puta” de uma peça, caem as outras todas logo a seguir.
E é lindo!... (digo eu...)

15 comentários:

Olinda disse...

Um relvado "em baixo",pode fazer muito dano aos jogadores.

salvoconduto disse...

Mas atenção que a primeira pedra do dominó não cai por ela sozinha, é preciso um empurrãozinho, se é que me faço entender...

Abraço.

Provoca-me disse...

Não acredito que se o Relvas cair caiem os outros todos, mas ajuda, até porque os Barões que perderam poder falo respectivamente nos antigos donos de Portugal, não estão a achar piada nenhuma a estarem a ser afastados por estes novos Donos de Portugal, e para além da força que as manifestações terão que ter nos próximos tempos, mais as polémicas, e os novos casos, e uns quererem comer-se uns aos outros vai fazer com que este sistema caia, ou grande parte dos capitalistas e da sua força. Mas isto não quer dizer que não se tenha que fazer a revolução política, cultural, social e mental.

Maria disse...

Também acho lindo o efeito dominó.....

Abreijos

Anónimo disse...

0h "sé"!!!



vovómaria

Jeremias disse...

Se o socrates era pinóquio, pelo menos tinha nariz para isso, e este(s). estamos recheados de escumalha.aqui como na Madeira eles são eleitos o povo gosta é de palhaçadas...porra!

Anónimo disse...

ai são jerónimo, são jerónimo até o são fidel já reconheceu que a utopia falhou. e sucede-lhe o irmão. avante também com a monarquia coreana. o que vale é que a filha do camarada jose eduardo dos santos do garande revolucionario mpla anda a comprar portugal. camarada samuel, também não sou gajo que goste dos relvas mas estão lá porque foram eleitos. o jerónimo é que se pirou das negociações com a troika em vez de ter ido lá defender o povinho. era a sua obrigação. e do camarada arménio. agora cagam de alto com bom senso, amigos e camaradas. quando lhes der o fanico vem a seguir algum camarada familiar? eh pá, mande lá uns insultos aos factos, eh pá desculpe, aos fatos.
josé moura, médico, 64 anos, a dar o litro.

Graciete Rietsch disse...

O efeito dominó era lindo de ver!!! E se fosse seguido por uma nova política seria ainda mais lindo!!!!

Um beijo.

trepadeira disse...

relvas,
não vás,
para escuta,
não vás,
sem levar contigo os outros filhos da ... .

Um abraço,
mário

samuel disse...

José Moura:

Ó "josé moura médico 64 anos a dar o litro"!

Esse "argumento" da não ida à troika era tão, mas tão estúpido… que não se aguentou nem uns dias. Pelos vistos você empacou aí.
Nem o facto de, entretanto, os comunistas já terem falado com a troika, mas desta vez no local certo, lhe acendeu uma luzinha?

Quanto ao resto, caro médico a dar o litro, o seu estiloso texto e a modernice insolente dos nomes em minúsculas, define-o bem. Quem faz a misturada que aqui fez, não deve estar lá muito bem. :-)

Olhe… que os deuses nos dêem muita saúde… e pouco trabalho a si. :-) :-)

Antuã disse...

O Moura médico ou veterinário, não sei bem, está aprecisar de psiquiatria.

Anónimo disse...

eh pá, tão psicótico que me parece que uma das enfermeiras da triagem em hospital público, se pira do trabalho pago pelos impostos do povo porque é uma das vossas profissionais das manifestações, isto para além de endoutrinar os doentes. um hospital é o sítio próprio para propaganda comunista ou outra? distribuir panfletos? que raio de missionários. os doentes chateiam-se, homem. em fase aguda ou follow up querem mesmo saber das virtudes do pcp. como diz o anónimo, o melhor serviço aos não comunas são os samueis e companhia. agora não sei se chame os nostálgicos do kgb para a cura ou se me receite haldol em associação com mutabon. não me importo de partilhar. tem é ser na consulta pública porque trabalho em regime de exclusividade ao contrário de alguns camaradas com consultório capitalista em clínicas de luxo ou em hospitais propriedade dos bancos :-)
cumprimentos.

samuel disse...

Anónimo (14:38):

Pela lengalenga, vou presumir que se trata, mais uma vez, do "josé moura médico 64 anos a dar o litro".

Decididamente… você não está nada bem, criatura! :-) :-)

"isto para além de endoutrinar os doentes" (???)

"Endoutrinar"… é muito bom!
Se bem que (apesar de não ser o único) a ideia de um médico semi-analfabeto seja bastante assustadora!

Olhe… "deslargue-se", e "amande-se" aos medicamentos! Trate-se! :-) :-)

De disse...

Brilhante!

De disse...

Um anónimo que aqui anda a tentar passar por dador de litros?
Desculpe lá oh anónimo dador de litros mas pelo estilo jagunço e pelas calinadas mais parece um boy em efectividade de funções.A dar o litro pois então.A dar o litro pela canalha amiga do peito e que está no poder.Auto-meta portanto o haldol mais o mutabon no sítio em que quiser e deixe de se babar com cassetes repetidas fornecidas pelos rapazes das secretas.Valeu?