segunda-feira, 21 de maio de 2012

Santazita


A continuar esta sua “ascensão” meteórica a caminho da santidade, não faltará muito até que alguém, no céu, tenha que acrescentar uma cadeira no palanque da “santíssima Trindade”... que por deferência para com a nova aquisição, poderá bem passar a chamar-se “santíssima Portugália”. Se bem que haja quem não troque, de forma alguma, os bifes duma pelos da outra... e vice versa.

13 comentários:

Maria disse...

Impressionante. Até onde ela será capaz de ir?

Abreijo.

Medronheiro. disse...

E andei eu atrás dessa coisa, coisa que chegou a almoçar em minha casa. Se eu sabia o que sei hoje dava-lhe veneno.

Provoca-me disse...

Não sei bem porquê, mas essa notícia já não está disponível no sítio do CM.

Anónimo disse...

Desde vedeta de super-mercados a troca tintas já pouco me espanta. Como é impressionante o seu carácter!!!...
Vicky

Provoca-me disse...

Ela bem pode ir para a Zita que a pariu, e Santificar-se para o raio que a parta, mas bem longe daqui que não se pode com tamanha demência.

Antuã disse...

Cheira tão mal!

trepadeira disse...

Está cada vez mais es cavacada,en cavacada e,ao que parece,endinheirada.
Arranjou alma para a vender,aos diabos.

Um abraço,
mário

Graciete Rietsch disse...

Decerto ela vai comendo bifes em todos os lados e ao mesmo tempo, desde que rendam.

Um beijo.

Anónimo disse...

:))))))))

vovómaria

Anónimo disse...

Eu ,cá por mim, preferia o bife da Portugália e até guardei a receita há mais de 50 anos,mas se a Santazita entra para o grupo, adivinha-se que o molhinho vai azedar.Empesta tudo em que toca,com a podridão do seu não carácter.Kinkas

Luis Filipe Gomes disse...

Eu acho que as coisas talvez não sejam o que parecem. Primeiro a "camarada" sempre teve uma vontade de servir! Servir o povo, os proletários, os operários, o partido, a revolução etc. etc. até que agora servirá quem a reclama. Não me parece contraditório.
Depois a "camarada" sempre foi volúvel ou pelo menos permeável às figuras paternais; sedutores naturais do seu espírito gregário, ou até mesmo religioso.
Finalmente há que reconhecer que mesmo involuntáriamente a "camarada" é o retrato do prestígio que o PCP fornece até mesmo aos seus dissidentes mais apóstatas. É que não há sítio onde seja referida sua presença ou o seu nome em que se não afirme a sua prévia identidade. É como se lhe tivessem colocado uma vara com uma bandeirinha nas costas, um sashimono à maneira dos samurais. Os samurai é sabido, quando perdiam a honra, embelezavam o rosto, abriam o ventre e pediam a outro samurai seu par que lhes decepásse a cabeça para que a dignidade ficasse impressa no seu rosto; mas é claro que havia outros por saberem que quem vê caras não vê corações preferiam retirar-se para um mosteiro optando por uma vida de oração, jejum e penitência.

do Zambujal disse...

Para mim. é uma caneca mixta, isto é, crioula, misturando a preta com a branca.
Com tremoços... sem tremo(i)ças dessas.

Um abraço

anamar disse...

Graves crise de identidade...
Doença, só pode ser.
O seu psi poderia dar umas dicas...
Só assim posso continuar a "ouver" sobre esta senhora...
Abracinho