quinta-feira, 3 de janeiro de 2013

“Imperial”



O título do jornal não podia ser mais cru: «Governo ignora UGT e baixa indemnizações para 12 dias».
Diz-se que foi criado no tempo do Império pré-fascista de Roma, império que viria a “emprestar” os seus símbolos à aparatosa “cenografia” do nazi-fascismo hitleriano, o ditado que rezava: “Roma não paga a traidores”.
Pelos vistos, este nosso actual regime de fascismo económico, chefiado por essa espécie de prestimoso e venerando lacaio, subornado pelo “império” com o vistoso posto de “germanicus coelhus”... também não!

5 comentários:

luís rodrigues coelho Coelho disse...

Mais uma vez se comprova que o estado português não é pessoa de bem.
Remendos para quê...?

Maria disse...

A palavra deles vale nada.
Os compromissos não existem.
Rasgue-se o papel das assinaturas.
PIM!

Beijo.

Agulheta disse...

Mas onde para a palavra deles!!!Já sei foi pelo cano abaixo.
Abraço

Donatien disse...

http://zebedeudor.blogspot.pt/2013/01/ocorreu-violacao.html

Errata: Hoje mesmo as caixas de ressonância do governo dizem que hove recuo por parte do ppd...Nós bem vimos isso,tratava-se de salvar a honra da donzela badocha...

Antuã disse...


Mas os traidores continuam.