quarta-feira, 27 de março de 2013

Viseu - Nem substituível... nem insubstituível...



Aos viseenses, militantes do PSD, é absolutamente legítimo esperar que o seu candidato à Câmara Municipal venha a vencer as eleições e a fazer um grande lugar. A belíssima cidade de Viseu, cidade da minha mais infantil memória, merece-o.
Claro que eu preferiria que outra visão política fosse maioritária ali... mas é preciso um pouco mais que “desejos” para alterar uma realidade tão antiga e tão fortemente instalada.
Agora o que me interpela verdadeiramente é a forma como se tornou possível a candidatura do senhor, até agora secretário de estado, Almeida Henriques, à autarquia, abandonando o seu lugar no Ministério da Economia.
Por uma mera questão partidária, abandona o governo do país... o que não é, infelizmente, original. Já bastante original é que o primeiro-ministro considere que não há necessidade de proceder à sua substituição. Segundo dizem, todas as pastas que estavam a seu cargo serão distribuídas por outros elementos do Ministério.
Se, afinal, não há de todo necessidade de o substituir... estava lá a fazer exactamente o quê?!!!

14 comentários:

Provoca-me disse...

Bem, vindo do governo e não estando a fazer nada por lá, ainda me gera mais nojo. E um escroque destes ser candidato a Viseu ganha sempre. Mas independentemente disso, eu quero perguntar-lhe o que acha do trabalho do Ruas em Viseu, e o que é que deveria estar melhor?

do Zambujal disse...

... mas não será que uma parte destes (des)governantes vai deixar os respectivos mistérios e sacristarias de Estado para irem fazer uma perninha (ou duas...) as autarquias?

Um abraço

Antuã disse...


Andava a fazer turismo.

Anónimo disse...


por que será que, de vez em quando (ou quase sempre), pensamos o mesmo? :))...

vovómaria

José Carlos Igreja disse...

Este já arrecadou o suficiente....

Graciete Rietsch disse...

A gastar o nosso pouco dinheiro!!!!!!

Um beijo.

samuel disse...

Provoca-me:

Gostaria muito de visitar Viseu as vezes suficientes para ter uma ligação à cidade que me permitisse saber da sua vida pública em pormenor.

Na verdade, as pouquíssimas vezes que lá estive, ultimamente, deu apenas para ver que a cidade está muito bonita e que, na aparência, está muito bem cuidada.

Isto, sendo bom, não pode dizer tudo sobre o trabalho de uma autarquia, nem de um autarca.

Luis Filipe Gomes disse...

É um colaborador de excelência como muitos que assomam a este guverno. Chegou ás pastas, viu as pastas, vazou as pastas, e vencidas as pastas de modo a serem entregues a outros que as possam encher... parte para Viseu qual Viriato intrépido em busca de romanos.

augusta disse...

A fazer exactamente o quê?
Boa pergunta, Samuel. E uma resposta imediata, que se faz tarde e tenho que ir.

De útil, de proveitoso para o país, não deve ter feito NADA!

Melhor pensando, pior que nada, pois se nada de útil fez, andou a gastar o dinheiro que sendo nosso, ao bolso nos vêm cada vez mais descaradamente roubar.

Uma vergonha e um primeiro ministro também muito original

Um beijo

Provoca-me disse...

Obrigado. Sinceridade acima de tudo. O gajo pelo menos fez o Convite ao Carlos Clara Gomes para fazer um espectáculo sobre o Zeca Afonso. Já é qualquer coisinha. Um abraço.

Márcio Augusto R. Guerra disse...

Caro Provoca-me,

Sobre o Ruas e Viseu, posso dizer isto:

Estado da zona histórica, onde cresci. Em estado lastimável, quer a nível de recuperação de imóveis, quer a nível da taxa de ocupação do comércio. Ouvi dizer que o António Costa, em Lisboa, vai baixar o IMI, pelo menos para o comércio. Não sei se sim ou não, mas eu estou em vias de abrir um negócio em Viseu e estou cheio de medo pelos valores que pedem das rendas e de não haver apoios da câmara.

Posso dizer também, sobre Ruas, o seguinte, é um ditadorzeco, e não é à toa que lhe puseram a alcunha de Saddam. Faz pressão nos jornais para não passar nada que seja contra ele, nomeadamente que seja comunista. Sei de casos de jornalistas, alguns ainda estagiários, em lágrimas (pessoas adultas, seja em que caso for) devido às pressões exercidas por ele para que não passem notícias de esquerda nos jornais locais. A situação é terrível. E mesmo que não seja ele a fazer a pressão há directores de jornal a fazê-la por ele, como alguns a dizerem que «comunistas é pior que os cães e que cá no jornal não entra nada comunista». Pense o que quiser.

Eu sei que vou continuar a trabalhar para melhorarmos a visão da população de Viseu sobre o que é o comunismo e o que é na verdade o trabalho do PSD por cá.

Apoia-se tudo que seja centros comerciais, descura-se tudo que seja comércio tradicional, as pessoas estão mal, mas agem como se estivesse tudo bem. Não está!

A minha dedicação à «causa» está entregue e destinada!

Abraço

Márcio Guerra

Márcio Augusto R. Guerra disse...

Já agora, para o caro Samuel, ainda o convidarei pessoalmente para lá nos ir animar uma actividade, pode ser?

Fica pelo menos por ora a intenção!

Grande abraço!

Márcio Guerra

samuel disse...

Márcio Guerra:

É sempre tempo... assim as condições se cheguem a reunir... :-) :-) :-I)

Abraço.

Márcio Augusto R. Guerra disse...

Obrigado! ;)

Márcio Guerra