domingo, 14 de outubro de 2012

Enquanto há força



Hoje convoco – como já ontem fiz na Praça de Espanha – o Zeca.
Hoje não há adjectivos.
Hoje há esta cantiga, dedicada a todas e todos os que estiveram a encher (e eram tantos!) o enorme recinto e a todos e todos os que passaram pelo palco. Dedicada também a todos os outros, que perderam o espectáculo, que têm perdido o protesto... mas que ainda estão mais do que a tempo de não perder o resto das suas vidas.
Bom domingo!

6 comentários:

trepadeira disse...

Pelo país,pelas nossas vidas,pelo futuro,cresça a corrente até expulsar os exploradores,ladrões,pulhas e amigalhaços.

Um abraço,
mário

Manuel Norberto Baptista Forte disse...

Enquanto há força, há esperança. EU, acredito que algo para além de necessário que mude, vai efectivamente mudar, mas...não ficando em casa !!!.
Zeca, as tuas palavras estão novamente actuais...

BOM DOMINGO.

Maria disse...

Foi bonita a festa! E a cantiga que cantaste com o Janita e o Fanhais abriu-me o apetite para o jantar...

Bom domingo!
Abreijos.

Provoca-me disse...

Eu não fui por falta de boleia, mas tenho às manifestações da CGTP e dos outros movimentos. Só da cultura não dá porque não tenho boleia, mas o que me deixa pior que estragado porque eu quero estar também na luta. E camarada Samuel venha a Leiria tocar. Seria uma enorme felicidade para mim, e parabéns por estar sempre na luta, por não se calar, e ser uma voz importante e impulsionadora para que os outros também venham lutar. Parabéns. E vamos continuar.

Pedro Marques

Graciete Rietsch disse...

Enquanto há força há resistência.
E força não falta.

Um beijo.

Olinda disse...

Jâ somos muitos mas,ainda faz falta "animar mais malta".Zeca sempre actual.