domingo, 20 de janeiro de 2013

Mayra – O que será...


Mayra Andrade “persegue-me”... o que é uma sorte que não tem preço!
Os franceses adoram a Mayra Andrade... o que só confirma o tão celebrado bom gosto de muitos franceses!
O Benjamin Biolay é um dos grandes criadores de canções da nova geração de consagrados, que ainda há bem poucos anos era uma revelação. Não pode ser considerado o cantor-tipo... se o critério de apreciação for aquele que preside aos programas de televisão “trituradores” de sonhos de miúdos e miúdas a quem é exigido que tenham grandes vozes e imitem cegamente este cantor ou aquela cantora. Logo, pelos meus critérios... tem tudo para agradar!
Sobre a Mayra já não falo. Se o fizesse. Seria como que uma espécie de discurso por intermináveis camadas, elogio sobre elogio... encantamento sobre encantamento...
Juntaram-se, ao vivo, para nos “colar” aos sentidos uma versão a dois de um clássico do Chico Buarque, “O que será (à flor da pele)”. Ele canta a versão francesa criada por um grande que já partiu, Claude Nougaro, versão que toda a gente trauteia, em França... nos meios mais dados à canção inteligente.
Ela... ela canta na língua original, o que na sua voz tem aquele sotaque de um misterioso “brasileiro” contaminado por Cabo Verde, depois canta em francês com ele, depois canta sem letra nenhuma... depois é uma grande maluqueira! Uma maluqueira doce, meio sussurrada, hipnótica... mas eu já disse que não falava sobre ela!
Bom domingo.
“O que será/Tu verras” – Mayra Andrade e Benjamin Biolay
(Chico Buarque de Hollanda)



11 comentários:

Maria disse...

Não sei se é a Mayra que te persegue ou se és tu quem a persegue...

De qualquer forma, uma e outro só mostram que têm bom gosto...


;)))))

Anónimo disse...

Sou grande fa da Mayra e tenho a honra de trabalhar regularmente com ela por tras dos bastidores ou a caminho de uma sala a outra.
Compreendo os tantos elogios sobre ela, porque é sem duvida uma personalidade/ cantora fabulosa.
Agora quando voce estava descrevendo a sua maneira de cantar, usou a palavra "contagiado por CV"... que de alguma forma me da uma impressao negativa sobre essa lingua mae dela; agora nao acredito que tenha sido essa a intencao. Agredeceria seu comentario.

Anónimo disse...

Esqueci-me de deixar meu e-mail, caso que queira comentar, por fora do seu blog

jaspersontheroad@gmail.com

obrigado
Ronaldo

samuel disse...

Ronaldo…

Ainda bem que perguntou, para não ficar com uma ideia completamente errada!

Acho que os "contágios" e "contaminações" entre culturas, línguas, sotaques… são a melhor coisa que pode acontecer à cultura, às artes e aos artistas.

Saudações.

Anónimo disse...

obrigado Samuel....concordo plenamente que sao esses "crossover's" que fazem musica interessante e evoluem os estilos, por muito irritante que seja aos que querem segurar as tradicoes...

Ronaldo

Graciete Rietsch disse...

Uma beleza!!!

Um beijo.

Olinda disse...

Superbe!..

Um abraco

augusta disse...

Desde que descobri o Cantigueiro, não posso deixar de por aqui passar.

Desta vez a surpresa tem nome Mayra.
Mas que coisa mais linda!
Cantigueiro Samuel, obrigada!

Anónimo disse...


só agora pude aqui pousar, pelas razões que conheces... :)...
Mayra e Chico! Bom djimaissss!! :)

vovómaria

Justine disse...

A Mayra é uma perfeição - em todas as acepções! Só achei que o Benjamin está um bocadinho a mais...

Jorge Anacleto disse...

Sublime...