domingo, 23 de junho de 2013

Valeriy Sokolov – Que os “deuses” o conservem!


É uma prática que vem de tempos imemoriais. Os canalhas que estão no poder, exercendo esse poder  de uma forma condizente com a sua condição de canalhas, vêem-se obrigados a fazer-se rodear, por razões de sobrevivência, por várias camadas de invertebrados predispostos à condição de lacaios, ou “boys”, como agora se diz, que vão ocupar os mais variados postos na administração pública. Quase sempre, a única “competência” que demonstram para os cargos... é exactamente a condição de lacaios do “chefe”. Salazar não era excepção!
É famosa a estória de um desses lacaios de Salazar, colocado num lugar de chefia na Emissora Nacional. Ali chegado, o “grande conhecedor” do mundo da rádio e das artes, fez a primeira visita à Orquestra da Emissora Nacional, velha glória da casa.
Demonstrando a mais espessa ignorância sobre as motivações que ligam um músico ao instrumento que escolheu para companhia e ferramenta de toda uma vida, ao ser apresentado a um velho músico da secção de violoncelos e tendo-lhe sido dito que o homem era violoncelista da orquestra, havia quase trinta anos... exclamou fascinado:
- E sempre a tocar o mesmo instrumento!!!
E aqui, entra em cena este jovem ucraniano, Valeriy Sokolov, um novo génio do violino, de quem seleccionei um vídeo dos mais “simples”... aconselhando vivamente que pesquisem os muitos outros que estão disponíveis e que atestam o seu irresistível virtuosismo e talento.
Voltando à “anedota” da Emissora Nacional... a bem da Humanidade, espero que todos os deuses, com Orfeu e Euterpe à cabeça, tornem possível que o nosso amigo Valeriy Sokolov continue tocando sempre o mesmo instrumento. Por muitos e muitos anos.
Bom domingo!
“Cânticos húngaros” – Valeriy Sokolov
(Bartok/Szigeti)




4 comentários:

luís rodrigues coelho Coelho disse...

Existem políticos e outros que não tem conhecimentos nem educação para poder comentar nem a sua própria sombra.

Daí tocar sempre o mesmo instrumento.

Um bom músico tem geralmente muita capacidade e toca também outros, mas a sua especialidade será apenas aquele com que se familiarizou e que usa com mestria.

samuel disse...

A verdade triunfará:

Muito bom!!! :-) :-) :-)

Trate-se! :-)

Graciete Rietsch disse...

Que lindo! Que técnica! Que sentimento!

Um beijo.

augusta disse...

Adorei!
(e mal tenha tempo, vou pesquisar)

chego tarde, bom domingo já não digo, espero que tenha sido bom.

beijinho e boa música.