domingo, 9 de junho de 2013

Filipa Pais – Uma pequena batota...


Quando quero partilhar uma música, mas não estou com vontade de me esforçar para explicar claramente porque escolhi o que escolhi, porque é que fico, perante essa música, com o ar espantado do miúdo que assiste a algo prodigioso e, de uma forma geral, porque é que fiquei sem palavras... refugio-me numa pequena batota.
Uma das formas de fazer essa pequena batota é esconder-me atrás de uma canção cantada pela Filipa Pais... e acreditar que estou defendido. Que durante uns minutos não há um lugar mais seguro e prazeroso no mundo. Que enquanto durar a canção... tudo o que é feio não poderá atingir-me.
Apenas uma reflexão sobre a canção: desconfio que o Vitorino não tinha feito, até este dia, uma cantiga tão bonita... mas espero que volte a conseguir.
Bom domingo!
“Tocador de concertina” – Filipa Pais
(Vitorino)



9 comentários:

FllorBella disse...

Lindas, a música e a intérprete.
Bom fim-de-semana.

Maria disse...

É bonita sim senhor!
Bom domingo

Abreijo.

Anónimo disse...


É a Filipa (Mará) Pais! :)

vovómaria

Luis Filipe Gomes disse...

Gosto muito de ouvir a Filipa Pais e tenho pena que não se ouça mais vezes.

Manuel Norberto Baptista Forte disse...

Filipa Pais uma das vozes Portuguesas que mais me encanta ouvir.

Para todos, o melhor Domingo possível...

Graciete Rietsch disse...

A beleza desta canção faz-nos sonhar com uma humanidade feliz num mundo sem amos e sem exploração!!!

Um beijo.

GR disse...

Bela definição que fazes sobre uma música/voz bela e prodigiosa, é exactamente o que eu/nós sentimos quando te ouvimos!
Quando tudo parece sem remédio, sem futuro…nada como ouvir o Samuel e já agora a belíssima voz (há muito que não ouvia) da Filipa Pais.
“A Canção é uma Arma…” sem dúvida! Protegemos, dando-nos mais força e tantas vezes ponderação, para dias difíceis que há muito nos acompanham.

BJS,

GR

Justine disse...

Foram 3 minutos e tal de paz e beleza - um descanso!
Que tenha sido um bom domingo também para ti:))))

jonhy disse...

É de facto uma música que faz esquecer o tempo (desde que os miúdos não entrem de rompante sala dentro).
Vão ter que me desculpar (e a Filipa) mas sempre fui um apaixonado desta música cantada sem igual pelo Vitorino. É lindíssima.
Obrigado