quinta-feira, 8 de novembro de 2012

Isabel Jonet – Já chega, não?!!!


Este pedaço de "ser humano" preconceituoso, salazarento, afascistado, elitista e arrogante, deve ser desmascarado! Esta mulher, que arranjou maneira de viver “à grande” à custa da miséria e do desespero dos outros, usufruindo, fraudulentamente, de uma imagem de solidariedade que não passa, afinal e no seu caso pessoal, da “caridadezinha” mais interesseira, bafienta e sobranceira, continua a não perder uma única oportunidade para insultar aqueles que diz ajudar.
Ficamos a saber que o país está como está, sendo obrigatório e evidente que teremos que «empobrecer muito», porque os filhos dos pobres estoiram o dinheiro que devia servir para radiografias de lesões nas aulas de ginástica (??) em concertos de rock, em “nestum”, bifes e água a correr para lavar os dentes. E isto todos os dias! Onde é que já se viu?!!! No caso dos idosos aposentados e com pensões de miséria, ainda é mais escandaloso que tenham o descaramento de andar a «viver acima das suas possiblidades» (como cansa já este argumento canalha!).
Este tipo de declarações devia envergonhar e indignar todos os voluntários que, de boa fé, dão o seu tempo e esforço para fazer funcionar o “Banco Alimentar”.
Felizmente, da próxima vez que eu for solicitado para contribuir para o “Banco Alimentar", não será esta protozoária(*) a receber o saco com as compras que eu decidir oferecer... ou o saco iria parar, não ao carrinho, mas a outro lugar... e atirado com bastante força!
* Protozoária... porque se me desse para lhe chamar aquilo que me apetece, não sei até onde iria!



16 comentários:

Carlos Fernandes disse...

Não, eu não vou comer mais bifes, nem tentar mesmo com sacrificios, dar uma alimentação equilibrada aos meus filhos, mas assim que me for possivel irei dar com um pano encharcado nas trombas de toda esta escumalha fascista que vive à conta da pobreza do nosso povo.
Esta gente irá ter conceteza um lugar de honra no lixo da história deste País.
Força amigo, a luta não tem treguas.

maia disse...

Absolutamente de náusea! Onde é que a Sic escolhe estes nazis e porquê?
Nós sabemos! Teremos de gritar, gritar mesmo: Não passarão!

Luis Filipe Gomes disse...

Acho que o ser em causa não será um protozoário mas é sem dúvida um parasita.
Há muito tempo que não dou nada ao peditório desta bicha.
Cada vez que a ouço falar percebo que lá dentro da cabeça aquilo tem um funcionamento esquisito parece choné. Agora percebi tudo, é dos "bifes todos os dias". A dita bicha perceberá de caridade os quadrinhos da banda desenhada fazem-lhe bem a moldura, mas nada entende de solidariedade.
A solidariedade não é dar o que me sobra, é partilhar o que me fazia falta.

trepadeira disse...

É o resquício do chá-canasta mais nojento e vergonhoso.
Representa bem a ideologia dos salafrários que estão no poder.

Um abraço,
mário

Antuã disse...

Com o meu dinheiro não faz esta gentalha caridadezinha.

Provoca-me disse...

Oh camarada, festinhas para gente dessa laia é pouco.

Graciete Rietsch disse...

Banco Alimentar, eu já achava inconcebível. Mas com discursos destes acho autêntica abertura para o fascismo salazarista.
Como é possível dizer coisas destas, tão à vontade, depois de um 25 de Abril?

Um beijo.

Maria disse...

Há muitos anos que não colaboro com o BA. Sei onde vão para muitos dos alimentos...
E desta gaja TOU FARTA!

Abreijos.
;)

Graça Sampaio disse...

Protozoária é muito! Paramécia! Por mim chamo-lhe mais CABRA - sem ofensa às cabrinhas que dão um queijinho tão bom.

Da próxima vez não há alimentos coisa nenhuma para o BA! Vão pedir à nova Supico Pinto. FDP!!!!

Rogério Pereira disse...

...estava à espera de ouvir esse tal pedaço de ser humano... Mas não tem ponta por onde se lhe pegue...

relogio.de.corda disse...

Luis Filpe Gomes esta sua frase vale por mil palavras.Tão verdadeira e profunda que nem me atrevo a escrever mais nada.
"A solidariedade não é dar o que me sobra, é partilhar o que me fazia falta"

Olinda disse...


A "madame",alêm de fascista,ê burra todos os dias,a ver pelo modo como faz a anâlise de pobreza.Tem uma mentalidade muito pequenina,prôpria de um verme.


Anónimo disse...

Desta vez fizeste o pleno, incluindo eu,o que não parecia possível!
Concordo e já tinha visto em direto: Esta madama dá choque quando e como fala dos pobrezinhos.

Anónimo disse...

Há muito, mas mesmo há muito tempo que deixei de dar para este peditório como para muitos outros! Pois, vi de perto para onde, estas amostras de seres humanos, levavam o que era de melhor!
Sempre senti nojo, asco e o mesmo quando ouvi esta vespa!
A luta continua contra estes parasitas!
Avante e com muita força!
Vicky










Anónimo disse...

Ainda estou incomodada-anojada com
as palavras daquela osga.Como lamento o sacrifício dos verdadeiros e bem intencionados voluntários.Para além de saber as linhas com que se coze,a Osga nem tem classe ou estofo para defender o que seria a sua causa.Que postura!Bifes todos os dias?mais valera falar em lagosta!Ainda bem que os filhos dela lavam os dentes.Aos pobres nem lhes vale a pena,não têm nada para remover...
Kinkas

Anónimo disse...

Querem pão? Não têm pão para comer? Ora essa, comam bolos...

Fernando Isidoro