sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

Fim do mundo – Espero para ver...


O título do Correio da Manhã é taxativo: “Putin sabe quando vai acabar o mundo”. É coisa para ainda demorar uns milhões de anos. Depois, no texto explica que a convicção do Presidente russo se prende com o natural ciclo de vida do sol, e tal... Faz sentido!
O que fica por saber é se será ele que estará, nessa altura, na cadeira de Presidente, ou se estará na cadeira de primeiro-ministro, cadeiras que vai trocando sempre, sempre e outra vez... com o seu “empregado para todo o serviço” Dimitri Medvedev.
Ou então o actual Presidente não vai durar assim tanto... e a sucessão será garantida em regime dinástico, o que quer dizer que, nos próximos milénios, a Rússia será governada por uma interminável dinastia de “filhos de Putin”.

16 comentários:

castrantonio disse...

Aqui pra nós não vejo grande diferença entre esses filhos de putin, e os filhos de outros putin que por cá andam... Mas a realidade é que estes e os outros lá vão levando a vidinha deles como querem e lhes apetece e nada acontece... Deve ser o tal espírito de natal, sei lá!

Anónimo disse...

Afinal, como na Coreia do Norte. Ou não?

O Puma disse...

Por cá a alternância

vai no mesmo sentido

samuel disse...

Anónimo (07:12):

Sim!
Não estava à espera que eu fosse adepto da dinastia norte-coreana, pois não? :-) :-)

Anónimo disse...

Samuel, eu estava à espera disso...
Talvez seja apenas uma questão dos olhos em bico!

O que te topa

Anónimo disse...

Adepto da dinastia coreana não será. Mas,e da política coreana?

Olinda disse...

Tenho topado que este blog provoca a ira de alguns gusanos.Que pachorra,para os aturar!

Um abraco

samuel disse...

Anónimo (22:52):

Meu caro… não tente "simplificar" à pressão uma coisa demasiado complexa.

A "dinastia" é uma coisa específica. Sou contra! Ponto.

Quanto à política, lamento não poder responder à sua pergunta.
Não sou contra, nem a favor DE TODA a política… seja a coreana, a portuguesa, a norte-americana…

Do que gosto, gosto. Do que não gosto, não gosto.

Agora espero que não decida pedir-me uma lista completa daquilo com que concordo e de que discordo em Portugal, EUA, Coreia do Norte, Brasil, Holanda, China, Cuba…

Pleeeease!!! :-) :-) :-)

Anónimo disse...

A "dinastia" é uma coisa específica. Sou contra!Ponto.(CONCORDO)

Quanto à política, lamento não poder responder à sua pergunta.(PORQUÊ?PORQUE É DEMASIADO COMPLEXA?)

Não sou contra, nem a favor DE TODA a política… seja a coreana, a portuguesa, a norte-americana…
(EU TAMBÉM)

Do que gosto, gosto. Do que não gosto, não gosto.
(EU TAMBÉM)

Mas, por favor, diga-me apenas 2/3 coisas que gosta e 2/3 que não gosta na política norte-coreana. É assim tão difícil?

AFINAL, HÁ MAIS COISAS QUE NOS UNEM DO QUE AS QUE NOS DIVIDEM.

Medronheiro disse...


os anónimos desta vez, como das outras, masturbam-se.

samuel disse...

Anónimo (00:46):

Nããã… isso já é tipo "kinder"… muitos desejos num só. :-)

De resto, creio que a coisa é mais ou menos óbvia!

Saludos.

Anónimo disse...

Caro Medronheiro, porventura conhece algum mamifero (terrestre) que não se masturbe? Não se esqueça de si.

Caro Samuel/Cantigueiro, se é assim tão óbvio, porque não enunciar os exemplos?
É por causa do Natal?

Gracias.

samuel disse...

Anónimo (14:02):

Porque não ando cá a seu mando :-) :-)

Porque quem me conhece bem... sabe.

Porque quem não me conhece bem… pode sempre ir lendo o que vou escrevendo… para se informar, em vez de "se esticar" com perguntas.

Se fosse lendo, já saberia que gosto da ideia do comunismo, presente na Coreia, mas não gosto da práctica que adoptaram para o implantar… como outros, infelizmente também já fizeram antes.

Saberia que admiro quem se opõe ao domínio do "império" norte-americano… mas não a qualquer preço.

Saberia que sou "compagnon de route" de um Partido Comunista que defende no seu programa (há muitos anos) o pluripartidadrismo, as liberdades cívicas e políticas e a convivência harmoniosa da propriedade privada com a propriedade detida pelo Estado, embora esteja convencido de que os grandes meios de produção e sectores estratégicos, como banca, energia, água, saúde, ensino, etc., etc., etc… nunca deveriam sair do sector público.

Logo, por comparação com o que se passa na Coreia do Norte, não seria preciso perguntar-me coisa alguma.

No limite, quero que as pessoas sejam felizes! O que quer dizer que, se todos os coreanos fossem capazes de me dizer que são felizes, sem estarem a mentir… eu retiraria as minhas pessoais e sempre subjectivas objecções à sua forma de se organizarem em sociedade.

E pronto! Já falei mais hoje sobre este assunto do que falei nos últimos meses… ou do que falarei nos próximos.

Bom Natal!

Anónimo disse...

Anónimo!

Está embeiçado com a Coreia do Norte, esquece as Filipinas?

Fale desse paraíso social que são as Filipinas por favor!

Sabia que a Coreia do Norte mesmo vivendo sob ameaça permanente e submetida a um cerco há mais de 50 anos consegue ter mais médicos e camas hospitalares por habitante que Portugal?

Sabia também que a taxa de Alfabetização é de 99%?

Que a rede ferroviaria é superior a 50000Km, 3500 são electrificados?

A habitação, o ensino, a saúde são gratuitos?

Compare com muitos países da Europa da "abastança".

Veja como os "malandros" dos Norte Coreanos educam as crianças.

http://www.youtube.com/watch?v=gSedE5sU3uc


O seu grande problema é acreditar naquilo que a informação dominante propala. Depois dá nisto, escreve disparates sem nexo.



Khe Sanh

Anónimo disse...



Anónimo!

Tem capacidade para apreciar estes talentos?

http://www.youtube.com/watch?v=gSedE5sU3uc

Anónimo não se meta em atalhos.
Nem se fie apenas na sua esperteza, deve contar também com a inteligencia dos outros.


Khe Sanh

Anónimo disse...

Senhor anónimo apareça, não fuja.
Ainda restam muitas questões para debater.