segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

Último dia do ano I – Que não se repita!


Último dia do ano. Ano, miserável, não por culpa própria, que o tempo é apenas aquilo que dele se faz, mas por obra do bando de celerados que, à força de mentiras descaradas, se instalou no poder ao serviço de uma bem mais vasta quadrilha internacional que os comanda com o rigor com que se manipulam as marionetas.
Quem gosta de festejar a passagem do ano... porque passa... festeje pois!
Apenas duas observações:
1. Não “festejem” em demasia... pois é fundamental entrar em 2013 com os pés bem firmes no chão.
2. Não fiquem doentes... para não “contrariarem” o imbecil do secretariozeco da “saúde”. Isto porque, francamente, não sei se aquele discurso meio fascista não é uma espécie de preparação de futuros “castigos”, na forma de não comparticipação do Estado, por exemplo, para os “malandrins” dos cidadãos que contraiam doenças, ou sofram acidentes que uma qualquer comissão composta por canalhas do mesmo calibre do secretariozeco considere evitáveis... logo, culpa dos doentes.
Até para o ano! (Se não voltarem logo à tarde)

7 comentários:

Provoca-me disse...

Discurso meio fascista camarada? Que simpático.

samuel disse...

Provoca-me:

Tenho dias... :-) :-) :-)

Abraço.

Provoca-me disse...

Eu não consigo ser tão simpático para tamanhas bestas. Que me fazem lembrar uns fulanos que comandavam os campos...

Abraço Samuel.

Pedro Marques

Graciete Rietsch disse...

Que o 2013 nos mantenha a força para destruir estes fascistas que até das
doenças nos culpam.

Um beijo.

Antuã disse...


os fascistas querem matar-nos à fome e com doenças. E roubam-nos dinheiro que é um disparate por meio de impostos e das mais variadas formas de roubar.

maria augusta carvalho disse...

E que este, mesmo o último, seja "o primeiro dia do resto das nossas vidas"
Saúde, muita saúde! E nada do deixa correr, do vamos andando com que não vamos a lado nenhum. Não sejamos a nêspera de que o Mário Henrique Leiria nos falava...
No último como no primeiro, sempre em todos,

Avante! Sempre!

Bolota disse...

Moços e Moças, Camaradas

Que 2013 não seja o que se prevê e que se unamos todos com toda a força para combater a besta. Mas combater no sentido lato da palavra.


Abraços a todos deste Baleizoeiro desencantado