terça-feira, 1 de janeiro de 2013

Ano novo... tudo como dantes!


"… o preço médio por dormida é de 800 euros, sem incluir taxas de serviços de hotel ou pequeno-almoço – e a preços de balcão. Uma refeição no hotel pode custar bem mais que a pernoita e os preços sobem em época alta, como acontece nos períodos de Natal e Ano Novo."
É oficial! O ano de 2013 começou muitíssimo bem!
Pelo menos, e a fazer fé nesta notícia, começou muitíssimo bem para Dias Loureiro, Relvas e Luís Arnaut, os três exemplares cidadãos da fotografia: o bandido, o bandalho e o “advogado” para todo o serviço.
Não vale a penas fazer contas a quanto ficou a estadia de vários dias no “Copacabana Palace”, aos preços anunciados, mais a natural subida de tarifas da “época alta”, pois isso não é o mais importante. Aqui só importa o significado da estória.
Esta pequena notícia  sobre os hábitos festivos dos nossos endinheirados governantes e ex-governantes, diz-nos apenas que cada um dos mais de trezentos e sessenta dias que temos pela frente durante este ano, são bons para dizer, por todos os meios ao nosso alcance, onde é o lugar desta canalha na História e, reunidas as condições, num destes dias mandá-los exactamente para lá. Definitivamente!

10 comentários:

Maria disse...

Está decidido! É para aqui que vamos para o ano!
:-D
:-D
:-D

Anónimo disse...


nem mais, Amigaminha! já fiz reserva!!! :)))
que o Novo Ano, te seja Generoso.
beijocasssss
vovómaria

Retornado disse...

Este é o Hotel (remodelado?) que recebeu e serviu Américo de Deus durante o seu exílio pós exílio da Madeira.

Ficou barato ao erário público porque foram cidadãos portugueses emigrantes no Brasil a custear a despesa.

Eu sei porque fui trabalhar para umas obras alí perto, na mesma altura, e não se falava noutra coisa.

J disse...

A ser verdade o que diz retornado das 18.24,é caso para dizer que o criminoso(s)volta sempre ao local do crime!


Abraço

Luis Filipe Gomes disse...

É uma ofensa!
Revela também grande impunidade.
Tanta temeridade só nos pode envergonhar, a mim envergonha.

Joaquim Nunes disse...

O bandido o bandalho e o barda merda.Fica melhor e é mais verdadeiro.

Graciete Rietsch disse...

Como eles vivem bem a crise!!!
Vamos morrer de fome ou doença para podermos ir lá passar o próximo fim de ano!!!!!
E não têm vergonha!!!!

Um beijo.

Domingos da Mota disse...

Há portugueses (estes portugueses, pelo menos), que vivem acima das suas (ou serão das nossas?, possiblidades!

Antuã disse...


Tenham pena deles que fizeram tantos sacrifícios para nos deixarem nesta miséria!

xatoo disse...

vinguemo-nos. Vamos todos pedir dinheiro emprestado aos bancos e vamos imediatamente também para o Copacabana passar o Carnaval do Rio. Enquanto lá estivermos não pagamos impostos. É a falência da classe de burlões do Estado