sábado, 5 de janeiro de 2013

Banif – E ninguém vai preso?!




No mundo de fantasia do capitalismo de circo, o Estado capitaliza o Banif em mais de mil milhões de euros (há sempre dinheiro para estes!) para que o banco possa entrar no mercado com galhardia, segurança e renovado vigor, financiando pequenas, médias e micro empresas, apoiando projecto familiares, projectos culturais... em suma, dinamizando a economia portuguesa.
No mundo real do capitalismo de casino, o Estado financia o Banif em mais de mil milhões de euros (de onde irão sair?) para que este, afinal, o emprege totalmente na compra de títulos de dívida pública e vá depois ao BCE, e troque não sei o quê por não sei o quê, e fique com um rácio não sei das quantas e blá blá blá... como se pode ver neste texto pastoso e hermético do “Económico”.
Vai uma aposta que só os donos do Banif vão sair a ganhar?
Vai uma aposta que vamos nós pagar isto?
Vai uma aposta que se eu, por artes mágicas, convencesse alguém no Ministério das Finanças a passar-me para as mão uns milhões de euros e depois os empregasse em jogatina deste calibre... ia parar ao xilindró?
Mas, pensando bem, se eu conseguisse convencer alguém no Ministério das Finanças a entrar neste cambalacho, seria sinal de que pertenceria ao grupo deles, o grupo daqueles que só por “milagre” vão presos.
Felizmente, não pertenço!!!

16 comentários:

Maria disse...

Ninguém vai preso e quem vai pagar somos nós, mais uma vez.

Beijo.

Campista selvagem disse...

pagamos nós...

Provoca-me disse...

http://vimeo.com/40658606 Donos de Portugal. Por isso é que podem roubar tudo e ficam impunes, e o Samuel é só um artista, cantor, autor, professor, animador esquecido, rejeitado, espezinhado pelo governo. Quer o quê? Milagres?

Graciete Rietsch disse...

Não tenho dúvidas de que o dinheiro vai sair dos nossos já magros bolsos e que as pequenas, médias e microempresas vão vê-lo por um canudo.

Um beijo.

Manuel Norberto Baptista Forte disse...

Mais um caso revoltante de como com dinheiros públicos dados por este governo, um privado consegue minorar os seus prejuízos.
Com tantos quarteis desactivados e cujas instalações ainda são do Estado Português e não da Estamo, porque não "reconvertê-los" em cadeias, para alojar quem é reiteradamente delinquente financeiro? Ah, mas antes se quiserem, duas sugestões: concebam e passem à letra na Justiça, Leis justas e maior celeridade na sua aplicação; essa coisa dos bons comportamentos lá dentro e "soltem os prisioneiros" um pouquinho mais cedo, que deixe de existir.
Portugal não poderá cntinuar à mercê de uma cambada de energumneos encartados e em livre circulação.

Morgan Nascimento disse...

Olá, parabéns pelo blog!
Se você puder visite este blog:
http://morgannascimento.blogspot.com.br/
Obrigado pela atenção

Bolota disse...

Moços,

Se calhar viram como eu vi...Meia duzia de paletmas que trabalhavam nos correios meteram a mão em 300 mil euros e ficaram de cana.

E esta cambada dos trilões não lhes acontece nada??

Há qualquer coisa que nos passa ao lado...se calhar não

Abraços

Antuã disse...


Vai presa avelhinha pobre e esfomeada que rouba um pão no Pingo Doce.

octaviano correia disse...

O BANIF... um Banco que nasceu,nos aos 80, cresceu e prosperou à custa de sangue de muitos angolanos negociado na Jamba com a unita, os Soares, Roques e Berardos e tantos outros mercenários. Nós,os angolanos e os portugueses vamos, agora, pagar tudo isso com a miséria que nos resta depois desta crise que nós não criámos.

Retornado disse...

Os capitalistas portugueses são uma grande desgraça nacional.

Maior que esta desgraceira só os sindicalistas portugueses.

São duas etnias perniciosas do piorio: Capitalistas e Sindicalistas.

samuel disse...

Retornado:

Terrível, de facto!
E então os comentadores que não distinguem a bosta da sola do sapato?!!! Isso é que é uma grande tristeza! :-) :-)

Retornado disse...

Fabuloso, Bosta/Bota, Bota/Bo(s)ta

Mas que casamento perfeito.

Estes anos todos em Portugal, este casamento foi tão perfeito que temos a casa toda emerdada até ao tecto.

E conforme se aplica a sindicalistas/capitalista tambem se aplica às administrações de CP, TAP e Barcos, e sindicatos dos maquinistas e pilotos.

É o perfeito casamento Bota/Bosta,

Claro que estou nos antípodas, só eu é que já não ditingo a Bota da Bosta.

É que eu estou nos antípodas, por ser retornado/reaccionário, e então dá-me para encarar.

Vivi A/C e D/C, antes de Caetano e depois de Caetano.

Anónimo disse...

O "Bota Abaixismo" muito baixo continua... simplesmente dizer mal por dizer, numa ignorância total. Informem-se com rigor sobre os pormenores da operação de capitalização. Não sabe de onde vem o dinheiro?! Então não sabe que o resgate da "Troika" prevê 12 mil milhões para recapitalizar a Banca?! Para que não caia mais nos "blá blá blás", explico-lhe um pouco do negócio, deixando o restante, como passatempo, para pesquisar: o Banif vai pagar juros a 9,5% ao Estado. Com esse capital, o Banif vai comprar TÍTULOS DA DÍVIDA PÚBLICA PORTUGUESA (vai financiar o Estado, recebendo cerca de 3,5%). Nesta operação, o Estado terá um ganho (chama-se spread, ok?!) de aproximadamente 6% (9,5%-3,5%=6%). Fiz o melhor que pude... perdoe-me, mas não nunca tive jeito para o desenho... Para alguns, nem um Mestrado ou Doutoramento chegavam... Desejo um ano de 2013 com saúde para todos!

samuel disse...

Anónimo (01:20):

Ó abeculazinha… enfie as continhas e os desenhos naquela parte!

O dinheiro veio da troika, abeculazinha? E foi dado, abeculazinha? Quer dizer que esses mais de MIL MILHÔES para o Banif, nós não os vamos pagar à troika, como todos os restantes milhões, abeculazinha arrogante e pesporrenta?

Saúde também para si… e da próxima não entre assim com os pés. Lamento o "abeculazinha"… mas um qualquer ANÓNIMO a dar lições arrogantes e aldrabonas não solicitadas… põe-se a jeito.

Anónimo disse...

Conheco uma historia de uma pessoa que trabalha na administracao do Banif, e se beneficiou de informacoes confidenciais para se beneficiar.Utilizou os dados em que teve acesso, e passou a informacao ao sogro,que por sua vez,vendeu um terreno,baseado nestes dados,por um preco exorbitante. Maria Amelia Mocho,residente em Loures.

Anónimo disse...

Lamentavel q isto aconteca... Francamente. Pessoas que favorecem familiares e ate a si proprias,baseado em informacoes que deveriam ser"confidenciais".Enquanto a maioria,trabalha arduamente para cumprir com os seus compromissos,passando por tantas dificuldades,muitas vezes sem apoio nenhum.