sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

Eduardo Catroga – Já que estamos em maré de comparações...


«Estado é como família que se endivida e vende as joias», diz o imparável e "incontinente" Eduardo Catroga.
Até pode ser... mas o pior é que por vezes parece-se com uma prostituta explorada até à exaustão por vários chulos ao mesmo tempo... sendo que o desavergonhado Eduardo Catroga está longe de ser dos mais pequenos!

12 comentários:

Anónimo disse...

Mas afinal, quando é que esta besta se cala ? Não terá nunca a decência de nos livrar da sua presença, dos seus comentários, do fedor com que empesta a vida pública portuguesa ?

Luís Bento disse...

Aplausos para a sóbria ironia e assertividade deste espaço.

Antuã disse...


O Catroga é um dos maiores.

Luis Filipe Gomes disse...

O vôvô excelentíssimo que é pessoa de qualidade a julgar pelo que ganha e pelo que diz merecer ganhar; em matéria de figuras de estilo só é comparável a um piaçava. Passa os dias a lavar vasos de noite de modo que quando abre a boca trás sempre um ou outro pintelho nos dentes.

Graciete Rietsch disse...

E quais são as jóias do Estado? Ou melhor a quem as rouba? Ao POVO que produz a riqueza.

Um beijo.

Justine disse...

São uns "filósofos poetas", estes senhores do poder. Para além de serem arrogantes, medíocres, prepotentes, criminosos, hipócritas, ......até já estou cansada!

Jorge disse...

Só me ocorre pensar em porcos!

Juca disse...


O Catroga nem para porco serve. só se fosse para sangrar e lançar ao lixo.

Pata Negra disse...

Um último motivo para amanhã ir à manifestação: este homem existe!
Um ultra-último motivo para ir à manifestação de amanhã:
este homem não age sózinho!
Um abraço para uma qualquer praça de amanhã

Olinda disse...

Os Catrogas vao vomitando postas de pescada...atê ver!...atê ver!...


Um abraco

Anónimo disse...

Caro Samuel,

Essa sua raiva precisa de ser moderada. Os homens podem ser umas bestas mas essa linguagem não é propria.
Certamente não gostaria que os seus filhos (será que os tem?) lessem insultos ordinarios à sua pessoa, certo ?

samuel disse...

Anónimo (12:26):

Caro senhor ou senhora sem nome ou cara para apresentar…

No dia em que eu receber "conselhos" e lições de moral de anónimos apoiantes do poder destes senhores… aí é que estarei bastante mal! :-) :-)

Seja como for, quando (e se) estes canalhas, aproveitadores e ladrões tiverem o tratamento que merecem… e se forem acompanhados por alguns dos seus apoiantes (presumo que não seja o seu caso, já que, com extrema "elegância" e atenção para com os filhos não sei bem de quem... lhes chama "umas bestas")… garanto que a minha "raiva" se desvanece, como se nunca tivesse passado de uma leve alteração de humor.

Gabo a desmedida lata e pachorra de alguém que se dá ao trabalho de defender um escroque com Catroga! :-) :-) :-)

Há gostos para tudo!!!

Saudações.